segunda-feira, 5 de maio de 2014

Independência Objetiva

Quem sabe a solidão seja apenas mais um meio de se estar junto, junto de si mesmo. E esse silêncio todo aqui presente é apenas uma forma de você ouvir; todo o burburinho dentro da sua mente.
Ah, e já cansado de procurar nos outros aquilo que te faltas, por quê tu não procuras dentro de ti mesmo? Não procuras mais a felicidade nos outros, procuras em ti. Só te conhecendo de verdade que seras realmente feliz.
Guarda essa mágoa ai no teu bolso, ou melhor, joga fora, deixa que o vento leve para bem longe de ti. Eu vou te dizer para andar sempre de cabeça erguida e seguir em frente. Mas espera, para um pouquinho, olha para baixo. Ta vendo ali?! Junta, é a tua força de vontade que tu tinhas jogado no chão quando achou que não dava mais. Mas a gente sabe que sempre dá.
Então agora, posta a mágoa fora e recuperada a força de vontade, segues em frente, indiferente do que as pessoas possam dizer, não se desmotive. Você é dono dos seus pensamentos e das suas atitudes, portanto, só você e mais ninguém é responsável pela sua vida e pelo seu futuro. Faça por merecer o melhor.

Daniela S. Silveira

3 comentários:

Jeferson Cardoso disse...

Olá, Dani! E por falar no assunto, ouvi certa vez uma pessoa dizer algo que achei muito correto: “Não devemos guardar mágoas, pois elas crescem dentro da gente”. Blogueira, aproveita e comenta meu “THE SMITHS, O CONTO” http://jefhcardoso.blogspot.com Ficarei grato. Abraço!

Daniela Silveira disse...

E como crescem Jeferson!

Cláudio Santos disse...

Daniela, o que é pior quando sentimo-nos perdidos dentro do relacionamento no teu ponto de vista? Será desistir a melhor solução... A quem não quer, não se obriga, mas sabemos que depois o quadro inverte e a vergonha destrói o que podia ter sido evitado antes da separação?